antireckordz

2012/02/08

TODOS NÓS SOMOS A CENA!

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 6:23 pm

Lancei meu primeiro CD pela Teenager In a Box em 1997, o “Personal Choice – Days of Trust”. Antes disso só havia lançado o primeiro cd do Paura em 1996 e o ep “Raise Your Head” do Personal Choice em 1995. Desde lá lancei cds do Dance of Days, Dominatrix, No Class, Ludovic, Deserdados, Contraponto, Armagedom… Apenas bandas que gostava (gosto!) e que acreditava que deveriam ter mais espaço e público na cena. De lá pra cá foram quase 16 anos lançando discos, coletâneas, e jamais me arrependi um segundo sequer de ter escolhido o trabalho com a cena independente, porque, acima de ser um trabalho, um meio de ganhar a vida, era algo que fazia e continuo fazendo por convicção.

E já vi a cena crescer e diminuir, vender mais ou vender menos discos, ter mais e ter menos espaços para shows, mas, quem realmente acredita na parada sempre esteve por aí, lançando as vezes mais as vezes menos títulos, tirando “leite de pedra” para não falir, mantendo suas distros DIY e etc. Muita gente entrou nessa, principalmente quando a cena teve seus estouros temporários de popularidade, pensando que ia fazer um “grande negócio” e quebrou as pernas. Desanimou, hoje fala mal de tudo e vomita pelos cotovelos toda conversa cansativa que tanto conhecemos.

E isso aconteceu porque essas pessoas encaravam a coisa de uma maneira completamente diferente de quem vê tudo com o coração. E, cá pra nós, cada um com suas convicções, amizades a parte, mas ainda bem que viram que não era mais um “grande negócio” e foram fazer outras coisas da vida. De nada adiantava ter 1000 selos independentes lançando cds se mais da metade deles brigavam comigo porque colocava preço de capa nos meus discos ou se os mesmos exaltavam a “qualidade” de seus lançamentos as custas de diminuir sem papas na língua em seus discursos o valor dos lançamentos “homemade” em saquinhos de pão com carimbo dos coletivos punks, por exemplo.

O fato é: o que mais moveu e sempre moverá o “mercado independente” (se é que podemos chamá-lo assim) punk e hardcore é o amor a tudo isso aqui. Sempre foi. Salvo raras exceções que se desviaram do curso (Fat, Epitaph, etc.) e quem maquiou um “puxadinho” desse segmento sob o nome “indie” ou “alternativo” para ter e/ou administrar bandas com cara de independentes e posturas de rock stars, ninguém faturou milhões com isso aqui. Pelo menos nenhuma das pessoas que eu conheço e admiro tanto aqui quanto lá fora rsrsrs As pessoas que eu conheço continuam lançando discos porque amam seus discos, gastam absurdos hoje em dia, por exemplo, com orçamentos superfaturados criminosos feitos pelas empresas que se aproveitam da escassez de fábricas no mercado e enfiam a faca nos outros ou se arriscam a perder tudo na alfândega (pois por algum motivo bizarro qualquer nosso país não dá isenção de impostos para importação de vinil pois “não considera cultura”) tendo que fabricar em outro país só para ter o prazer de lançar um LP de sua banda, por esse amor, só pra ter seu “discão” em vinil na prateleira. As pessoas que eu admiro continuam vendendo e distribuindo discos de maneira DIY porque amam saber que a ideia está sendo passada adiante e que é isso o que mais importa.

A Teenager In a Box não me sustenta, mas seria hipocrisia dizer que não faz parte de meu sustento. Tenho o trabalho com a agência, com os shows do Antifest, com as coletâneas da Antireckordz, mas se eu não tivesse tudo isso no coração, todo esse amor que grita no meu peito quando eu penso “Nossa, a Maximum Rock´n´Roll ainda sai…” ou “que legal, um ep bootleg do Defiance!”, eu jamais teria passado toda uma vida nisso e, jamais continuaria não vendo outra coisa que quero fazer para o resto de meus dias. Fico feliz quando encontro novas distros, quando vejo a galera fazendo zines, organizando eventos, participando de levantes como o Verão Revolução por exemplo. Fico feliz quando vejo um moleque levar um zine pra casa, todo feliz carregando um disco nas mãos, e quando alguns meses depois ainda o vejo nos shows. E, acima de tudo, fico muito feliz quando vejo essas pessoas que ainda acreditam e sinto que não estou sozinho nessa.

Nós somos a cena. Nós somos fortes, grandes e jamais deixaremos que o espírito se perca.

Nenê Altro

Anúncios

2012/02/07

ANTIFEST FEVEREIRO NO HANGAR 110 – INTERCÂMBIO ENTRE CIDADES!!!

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 10:43 am

JÁ ESTAMOS ENTREGANDO AS COLETÂNEAS MANUAL DE RESISTÊNCIA #3!!!

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 10:39 am

COLETÂNEAS ENTREGUES

OK – – – – – – MOSCA DE BAR – SEXTA 27/01/2012 NO HANGAR

OK – – – – – – CABEÇAS VOADORAS – VIA CORREIO ENVIADO 31/01/2012

OK – – – – – – FORA PARTE – VIA CORREIO ENVIADO 31/01/2012

OK – – – – – – BAKTERIA – SEXTA 27/01/2012 NO HANGAR

OK – – – – – – PORCRIA – VIA PROJETO 23

OK – – – – – – CLEPTOMANIACOS – SEXTA 27/01/2012 NO HANGAR

OK – – – – – – JACK´S REVENGE – SEXTA 27/01/2012 NO HANGAR

OK – – – – – – PROJETO 23 – SEXTA 27/01/2012 NO HANGAR

OK – – – – – – U´S GARDENAL – SEXTA 27/01/2012 NO HANGAR

OK – – – – – – CIRCUITO CIRCO – VIA CORREIO ENVIADO 31/01/2012

OK – – – – – – COERÊNCIA – VIA CORREIO ENVIADO 01/02/2012

OK – – – – – – LIVIN´THE CREAM – VIA CORREIO ENVIADO 01/02/2012

OK – – – – – – BUSTER – VIA CORREIO ENVIADO 01/02/2012

OK – – – – – – NEW ACTION – VIA CORREIO ENVIADO 01/02/2012

OK – – – – – – RUWÄ – VIA CORREIO ENVIADO 03/02/10

OK – – – – – – SOCIEDADE SEM HINO – VIA FUSA RECORDS

OK – – – – – – TAKEOUT – SANTOS 08/02/10

 

RESTAM APENAS

EXCESSO BÉLICO – VILÕES – O PUDENDA ORIGO

2011/11/09

E mais um ano de ANTIFEST se completa…

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 6:57 pm

Parece que foi ontem que tudo começou. Mas já vão pra DOIS ANOS os ANTIFEST no Hangar 110!!! Todos os meses abrindo as portas para novas bandas terem seu espaço e mostrarem seu potencial. Muito obrigado a todas as bandas que fizeram de 2011 um ano incrível. E vamos fechar com chave de ouro! Quero ver todo mundo lá dia 2!

2011/11/02

A ÚLTIMA COLETÂNEA “MANUAL DE RESISTÊNCIA” DO ANO!

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 1:57 pm


 O projeto das coletâneas da Antireckordz é simples: produzir coletâneas INDEPENDENTES em que as bandas recuperem TODO dinheiro investido, divulguem seu som em 1000 cds que vão atingir públicos que nunca imaginaram atingir e aumentar o intercâmbio entre as próprias bandas participantes, com isso fortalecendo a cena e ampliando horizontes no circuito de cada uma. E está funcionando! Basta perguntar a qualquer uma das bandas que já participou de algum de nossos trabalhos. Todos compromissos foram honrados, dificuldades superadas em conjunto e o trabalho foi feito e teve o resultado esperado. Muitas bandas se conheceram, trocaram figurinhas, conseguiram novas parcerias, tocaram em outras cidades e por aí vai…

Esta será nossa TERCEIRA coletânea nacional e a última em 2011. Estamos sentindo que as bandas estão tendo dificuldades em se organizar, em gravar suas músicas, e, para dar um tempo a que tudo isso se recicle e para que um novo material comece a aparecer, vamos dar essa pausa e retornar com a Manual de Resistência (e talvez também com a Rock São Paulo) apenas no início de 2012. Nesse meio tempo vamos colher e selecionar novas bandas, parcerias e traçar uma dinâmica mais ágil para as atividades do ano que vem.

Acabamos de fechar o time (10-11-2011). O prazo que estamos estabelecendo para receber todas as wavs aqui é: QUARTA FEIRA DIA 16 DE NOVEMBRO. Vou marcar o estúdio para dia 17 e tentar mandar a master para a fábrica na segunda dia 21. Com isso, se tivermos sorte, como acabei de falar na fábrica, eles entregam em 30 dias úteis (apesar do prazo ser 40), pra colaborar conosco (falei que o cd era um brinde de Natal rsrsrs). Portanto vamos agilizar ok? De qualquer forma, na pior das hipóteses, na volta das férias coletivas o cd será entregue até o final de Janeiro, ainda a tempo para o Verão Revolução 2012.

Bandas confirmadas:

CABEÇAS VOADORAS (Batatais – SP) – http://www.myspace.com/cabecasvoadoras
TAKEOUT (Santos – SP) – http://www.myspace.com/takeoutoficial
O PUDENDA ORIGO (Itaquaquecetuba – SP) – http://www.myspace.com/571698316
MARYZI (Guarulhos – SP) – http://www.myspace.com/maryzi666
VILÕES (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/567320642
BUSTER (Salvador – BA) – http://www.myspace.com/0buster0
PORCRIA (Ilha Solteira – SP) –  http://www.myspace.com/porcria
EXCESSO BÉLICO (Santo André – SP) – http://www.myspace.com/excessobelico
U’S GARDENAU (Osasco – SP) – http://www.usgardenau.mus.br
BAKTÉRIA (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/bandabakteria
JACK´S REVENGE (Diadema SP) –  http://www.myspace.com/jacksrevenge.rock
SOCIEDADE SEM HINO (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/sociedadesemhinopunkrock
LIVIN´ THE CREAM (Piracicaba – SP) – http://www.myspace.com/vivendoocreme
CLEPTOMANÍACOS (Franco da Rocha – SP) – http://www.myspace.com/cleptomaniacoshc
PROJETO 23 (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/projeto23/
COERÊNCIA (Goiânia – GO) –  http://www.myspace.com/coerencia
FORA PARTE (Belém – PA) – http://www.myspace.com/foraparte
NEW ACTION (Piracicaba – SP) – http://www.myspace.com/newactionoficial
RUWÄ (Belém – PA) – http://www.myspace.com/ruwahc

2011/10/14

ZINE PEST #1 JÁ DISPONÍVEL!!! (OU, PARA ONDE VAI O $$$ EXCEDENTE DESSES TRABALHOS)

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 12:47 am

E aqui está. A primeira edição do “novo filho”. O Jornal Antimidia circulou de 1999 a 2009, teve 22 edições e, nos tempos áureos elas chegaram as 15.000 cópias por edição. Nunca foram menos de 5000, o que, fazendo um cálculo pelo mínimo, não dá menos do que 110.000 jornais independentes e gratuitos falando sobre punk, hardcore e sobre bandas que jamais se ouviria falar nas rádios e revistas por aí. Mas é um fato inegável: Me perdi um pouco nos últimos anos do jornal. Por “N” motivos que não acrescentariam nada aqui ficar dissertando sobre. Prefiro lembrar das coisas boas, dos grandes amigos, das ótimas entrevistas e dos bons momentos que ele me trouxe.

Quando resolvi fazer esse novo jornal, a primeira coisa que pensei foi que queria fazer um zine PESSOAL. Não queria mais ser condicionado a um formato “revista”, musical e informativo, sem desmerecer o Antimidia e zines ótimos que mantém o formato. Apenas porque fiz isso por 10 anos, e hoje não é mais o que me move a escrever. E o grande barato de fazer zine pessoal, que é onde eu comecei, lá atrás em 1987, muito antes de se imaginar algo como um blog, por exemplo, é que você fala o que quer, sobre o que quiser, pois são as SUAS coisas, acima de tudo.

Outra coisa fundamental nesse impulso ao “retorno aos zines” foi ter finalmente adquirido a 5ª edição do livro “O Que É Punk?” de Antônio Bivar e ter encontrado várias menções ao Jornal Antimidia lá (Bivar foi colunista do Antimidia por um bom tempo). Senti que era hora de voltar “a ativa”, como dizem por aí rsrsrs

Pouca gente sabe, mas meu trabalho mesmo, de onde tiro o dinheiro para pagar minhas contas, não vem do Dance of Days. Tenho uma pequena agência de agendamento de shows para bandas novas e trabalho com, no máximo 3 por vez, pra fazer um lance legal e dedicado mesmo, usando o que aprendi em todos esses anos de estrada para conseguir caminhos e oportunidades a novos artistas. É um trabalho envolvido com música mas não deixa de ser um trabalho. E paga as contas rsrsrs Bom, combinei um “aperto de cintos” nessas contas de casa aqui com minha patroinha e, de Abril a Setembro, guardei tudo o que pude desse meu trabalho, o pouco também que conseguia ter de lucro nos festivais pequenos e até o que conseguia guardar com o trabalho aqui com a Antireckordz. Isso tudo, mais economias também desses 6 meses de todos cachês que pude guardar do Dance of Days e com a ajuda na disciplina financeira por parte da patroinha, juntei o suficiente para deixar pagas TRÊS EDIÇÕES desse novo jornal, pra começar direito mesmo, com periodicidade e afinco. Ou seja, se você trabalhou comigo na agência durante esse período e, principalmente, se você participou de algum ANTIFEST ou de qualquer trabalho da Antireckordz, seja a “Rock São Paulo” ou a “Manual de Resistência”, saiba que tem uma parte de sua colaboração aqui, neste jornal independente que hoje você segura em suas mãos, e eu jamais esquecerei. Sou muito grato.

E o resultado está aí. Pronto. Circulando. Juro que não imaginei ter metade dos apoios que tive, não só dos anunciantes, que foram fundamentais, mas de todos amigos que incentivaram e me fizeram lembrar da força que um bom zine periódico tem numa cena. São 5000 exemplares, gratuitos e levando a palavra livre, fora de toda essa mentira virtual de milhares de acessos e profiles fakes de redes sociais. Zine. Verdade. Físico. Tinta no papel.

É claro que algumas coisas vão mudar e o zine ainda vai demorar mais uma ou duas edições até pegar seu formato final mesmo, da mesma maneira que aconteceu com o Antimidia. Os anúncios de  meia página, por exemplo, vão mudar dos que sairam nessa edição, de 17 X 24 para anuncios menores, de 12 X 24, pois só depois do zine montado percebi que estavam grandes demais e que poderia ter colocado mais conteúdo. Devido a falta de espaço, a parte de indicações de filmes, por exemplo, acabou não entrando nessa edição. Mas decidi manter o formato que tinha acordado com meus amigos que anunciaram aqui pois, afinal, quem fez a proposta fui eu e, na ansiedade, fui fazendo sem montar um “boneco” pra visualizar. Acontece. Vamos ajeitando nas próximas.

Outra coisa, a seção de colunas não estava no zine. E eu percebi isso um dia antes de ir pra gráfica. As seções de colunistas sempre foram o que eu mais lia nos zines. MRR, Heartattack, Slug´n´Lettuce… Não tinha como eu começar o meu sem uma! Aí escrevi pra alguns amigos, que fiz questão de serem bem diferentes entre si, mas com que fecho em vários pontos com as posturas (afinal, esse é um zine pessoal) e eles correram pra fazer tudo isso aqui numa noite só e me ajudar. Agradeço demais. Se tudo der certo, o objetivo da edição de Janeiro é subir de 12 pra 16 páginas, mantendo a tiragem de 5000.

E é isso. Esse é um momento de muita realização pra mim. O zine PEST já começa com três edições praticamente pagas, Outubro, Janeiro e Abril, e com distribuição não só em SP mas em mais de 10 estados, graças a cooperação e a amizade que só a cena independente e o espírito DIY podem oferecer. Faça sua parte. Faça um zine. Escrever num blog é um sussurro num estádio de futebol lotado e histérico. Colocar um zine no mundo é ter o estádio em mãos pois é intervir na história, é fazer parte fisicamente de tudo o que está acontecendo e, é claro, do que está para acontecer… E do que VAI acontecer… e como vai.

* Para adquirir sua cópia peça informações pelo email terrorzinho.wordpress@gmail.com

2011/09/30

ROCK SÃO PAULO #4 EM PRODUÇÃO!!!

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 5:20 pm

Previsão de entrega dia 24 de Outubro de 2011.

Assim que os cds chegarem será agendado nos estúdios Rock Together.

2011/09/25

UPDATES DO QUARTEL GENERAL

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 2:19 pm

* A coletânea Rock São Paulo #4 finalmente tem o “pino” na fábrica. Muitas bandas demoraram muito para enviar suas wavs e isso gerou os atrasos. Mas, não somos perfeitos, somos humanos, nos orgulhamos disso e o importante é que tudo deu certo. A master foi feita no RED estúdio aqui em Santos e está incrível. Só falta mesmo agora algumas bandas enviarem as informações que pedimos para concluir e enviar a capinha do disco para a fábrica, mas ainda está no prazo. A gráfica entrega a capinha em 7 dias úteis e o cd “no pino” será entregue até o dia 15 de Outubro, ou seja, tudo vai sair dentro do prazo combinado.

*  Ainda temos 4 vagas em aberto para a Manual de Resistência #3, que vai ser a última coletânea desse ano da Antireckordz. Precisamos muito fechar esse time pra mandar pra fábrica o mais rápido possível pois o final de ano será bem corrido por aqui. Portanto, se você tem banda e está interessado escreva para antifest2010@gmail.com e envie seu link de myspace. E, se você está no time das bandas confirmadas já vá preparando sua wav pois pretendemos mandar tudo até no máximo a primeira semana de Novembro ok? Pra dar tempo de estar aí pras correrias de fim de ano.

* Os 3 últimos ANTIFEST desse ano já estão fechados e confirmados no Hangar 110. Vão ocorrer nos dias 7 de Outubro (Comppilix, Rateio, Open Beer, Cleptomaníacos, Alvocore, Segundo Plano, DK Angel), 4 de Novembro (FAI, Road, Névoa, Snipers, Doppelgangers, Gooro, Hollowood) e 9 de Dezembro (Idol Standard, Baktéria, Vilões, Backfield, Projeto 23 + 2 bandas a confirmar). No primeiro trimestre de 2012 haverá o Verão Revolução 2012, segunda edição do festival e já temos OITO (sim, oito!) cidades envolvidas. Para mais informações é só ir acompanhando http://veraorevolucao.wordpress.com

* E, pra concluir, conseguimos financiar um NOVO ZINE trimestral e gratuito pra preencher a lacuna deixada pelo Jornal Antimidia (que circulou de 1999 a 2009). O novo zine se chamará PEST, será TRIMESTRAL, em formato jornal (bem parecido com o Antimidia) e terá a tiragem inicial de 5000 exemplares gratuitos. Fora a distribuição pesada em SÃO PAULO, já fechamos PORTO ALEGRE (Minor House), RIO DE JANEIRO (Desistä), RECIFE (União & Resistência), BRASÍLIA (Enema Noise), BELÉM (Xaninho Discos Falidos), GOIANIA (Licor de Chorume), VILA VELHA (Läja), MACEIÓ, SALVADOR, BELO HORIZONTE e diversas outras cidades. Entendeu agora o nome do zine? rsrsrs Ou seja, se você já tocou nos festivais ANTIFEST ou participou das coletâneas “Rock São Paulo” e “Manual de Resistência” nosso MUITO OBRIGADO pois este aqui é um dos muitos resultados que ainda virão de todo esse trabalho. Graças a isso conseguimos nos organizar e já temos 3 edições PAGAS (Outubro, Janeiro e Abril) do jornal pra garantir a periodicidade trimestral e INDEPENDÊNCIA TOTAL nesse “start”.

2011/07/06

WE OWE YOU NOTHING… YOU HAVE NO CONTROL

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 7:47 pm


Já completamos o time da ROCK SÃO PAULO 4!!! Eis as bandas selecionadas:

DANCE OF DAYS (São Paulo SP) – http://www.tramavirtual.com.br/dance_of_days
AGNOSIA (Barueri – SP) – http://palcoprincipal.sapo.pt/agnosia_1
ATENTADO 42 (Pirituba – SP) – http://www.myspace.com/atentado42
NOCTVILLAINS (São Paulo – SP) – www.myspace.com/noctvillains
BERRODUBIO (Ribeirão Preto – SP) – www.myspace.com/berrodubio
MOLL (Santos – SP) – http://www.myspace.com/bandamoll
CENTEIO (São Paulo – SP) –  www.tramavirtual.com.br/centeio
SHINE ON (Poá – SP) – http://www.myspace.com/rockshineon
INSIDE SHOUT (Diadema – SP) – http://tramavirtual.uol.com.br/insideshout
ELEVADORES (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/bandaelevadores
PROJETO MENTAMORFOSE (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/projetomentamorfose
PARKER (Santos – SP) – www.myspace.com/bandaparker
PROJETO 23 (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/projeto23/
SEGUNDO PLANO (Guarulhos) – myspace.com/segundoplanorock
ARTANY (Cubatão – SP) – http://www.myspace.com/artany
RIVIERA (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/rivierarock
ELLOZ (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/ellozrock
DOPPELGANGERS (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/dpplgngrs
FASTERDAYS (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/fasterdays
IDOL STANDARD (São Paulo – SP) – http://www.myspace.com/idol_standard

Agora o time está fechado e vamos começar a recolher as wavs ok?

Aeeeeeeeeeee!

2011/06/21

TODAS AS CÓPIAS ENTREGUES!!!

Filed under: Uncategorized — antireckordz @ 6:08 pm

Apesar dos atrasos ( que não foram por nossa culpa pois houveram problemas com algumas wavs enviadas que estavam “clipadas” e a master teve que ser refeita e dada nova entrada no pedido de produção), os cds chegaram e já foram entregues e/ou despachados via correio para as bandas. Agradecemos MUITO às bandas pela compreensão e por entenderem o verdadeiro sentido Faça Você Mesmo desse projeto. As dificuldades aparecem mas, quando superadas em conjunto e na base do diálogo, são sempre resolvidas. Valeu mesmo!




« Newer PostsOlder Posts »